terça-feira, 12 de abril de 2011

Casa do contador inglês Charles Thomas Chapman (Castelinho de Pirituba)

Castelinho Pirituba

Foto: Màssao Uéhara


Localizado na Rua Maestro Artur de Angelis s\n, construído no ano de 1934, foi residência do contador inglês Charles Thomas Chapman, funcionário da Companhia São Paulo Railway e responsável pela implantação da rede ferroviária a partir de 1867.

O Castelo com 900 metros quadrados tem 21 cômodos e o seu desenho e material empregado na construção, são oriundos da Escócia. Os tijolos são de barro e madeira, nos moldes da arquitetura inglesa, as telhas são de “marsella” francesas e os vidros de puro cristal, aumentam ainda mais o valor do palacete.

Em 1996 a Construtora Cozman interessou-se pelo terreno de 6.000 metros quadrados e acabou por adquiri-lo. O projeto inicial era de derrubar o castelinho e no terreno construir três prédios residenciais, no entanto, no ano de 2.000 começou o processo de tombamento da edificação pelo Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico do Estado, a Condephaat, atendendo ao pedido dos moradores dos bairros vizinhos, que há sete anos mais ou menos haviam entrado com o processo e assim, com o veto, a construtora foi impedida de demoli-lo. Uma das sócias da construtora, a Sra. Mirna Cozman desabafou, declarando que esta foi a pior compra feita por eles. 

Um acordo foi feito entre as partes e assim a Cozman irá construir apenas dois edifícios residenciais e se comprometeu a restaurar o palacete, obra que já está em andamento. Os vizinhos do imóvel gostariam que o Castelinho se tornasse um museu ou até um centro cultural para a comunidade, já que ele representa um marco no bairro, mas isso depende da aprovação dos novos proprietários. 

De qualquer forma o castelinho não ficará mais sozinho no terreno, pois terá ao seu lado dois prédios residenciais de alto padrão, o que irá valorizar ainda mais o local.

Assim, pelo menos este castelo está praticamente salvo da demolição ou mesmo do abandono em que se encontrava até pouco tempo atrás.    

Fonte: VivaSP


Visualizar Casas históricas paulistanas (Mapa da região) em um mapa maior


Visualizar Casas históricas paulistanas em um mapa maior

Nenhum comentário:

Postar um comentário